sexta-feira, 30 de maio de 2014

sem título



o pássaro, a grama, a água
os calcanhares díspares
e  teu riso azul

os pedalinhos
- tão velozes -
antecipando o desastre

a tua mão intolerável


2 comentários:

  1. Tua poesia cada vez melhor, querida! Parabéns! Um livro a caminho! Beijos!

    ResponderExcluir